Saiba quais são os alimentos mais indicados para hipertrofia.
13 de setembro de 2019
Como funciona o tratamento para ganho de massa muscular?
2 de outubro de 2019
Exibir tudo

Bioimpedância: o que é e para que serve?

O desempenho é uma questão importante para aqueles que praticam exercícios físicos. Melhorar a performance pode significar saúde e mais qualidade de vida e alguns exames podem ajudar a alcançar este objetivo.

Por muitos anos, o cálculo do IMC, ou índice de massa corpórea, indicava se alguém estava dentro dos parâmetros saudáveis. Nele, o peso do paciente, em quilos, é dividido pelo quadrado da altura do mesmo. Resultados superiores a 25 indicam sobrepeso e, acima de 30, obesidade. No entanto, este cálculo desconsidera variáveis indispensáveis, como quantidade de massa adiposa e de massa magra no organismo. Os níveis de gordura, músculo e osso podem alterar significativamente esta avaliação individual e o exame de bioimpedância considera todos estes.

AGENDE UMA CONSULTA

O que é o exame de bioimpedância?

Largamente utilizado em academias e em consultas nutricionais, este exame fornece informações acerca da composição corporal de um indivíduo. Para chegar ao resultado, a bioimpedância analisa a estrutura de músculos, gorduras e ossos. Através deste exame, também é possível prescrever dietas específicas para o organismo em questão.

A balança utilizada é específica para realização deste exame, pois ela atua através de uma corrente elétrica de baixa amplitude e alta frequência. No fim, são informados dados como porcentagem de gordura, de água, óssea e muscular. 

 

O que é medido pelo exame de bioimpedância?

  • Água corporal total;
  • Gordura corporal;
  • Gordura Visceral;
  • Índice de Massa Corpórea – IMC;
  • Massa muscular esquelética;
  • Peso corpóreo;
  • Relação entre medidas cintura-quadril; e
  • Taxa de metabolismo basal, entre outros. 

 

Quais são as vantagens do exame de bioimpedância?

É comum que as pessoas percam o interesse quando os resultados são mal calculados ou insatisfatórios, como com balanças tradicionais. Isso acontece porque elas medem o peso absoluto do indivíduo, ao contrário das balanças de bioimpedância. A análise correta dos dados apropriados permite que os pacientes acompanhem seu desempenho e mantenham o entusiasmo inicial. 

Agora sabemos que o percentual de gordura, de massa magra, e de água no organismo é mais relevante que o peso absoluto. Então, este exame facilita o tratamento de pacientes, tornando-o mais adequado e personalizado à realidade de cada indivíduo.

Os exames podem ser até mesmo semanais e o profissional costuma, a cada realização, tomar nota dos parâmetros avaliados pela balança. Há um software específico que armazena estas informações e facilita a tomada de decisões por parte do médico.

 

Como me preparar para este exame?

É indicado fazer jejum nas quatro horas anteriores ao exame e suspender o uso de medicamentos diuréticos sete dias antes da realização. Além disso, recomenda-se evitar bebidas alcóolicas nas 48 horas antecedentes e não ingerir cafeína ou praticar exames físicos na véspera do exame. Mulheres devem realizá-lo fora do período pré-menstrual.

 

Existem contraindicações?

O exame é indicado para pacientes de ambos os sexos e diversas idades. No entanto, especialistas recomendam que gestantes e portadores de marca-passo, de pinos ou de placas metálicas não se submetam ao exame de bioimpedância.

Quer saber mais sobre o exame de bioimpedância? Fale com seu nutricionista, educador físico ou médico especialista. Os resultados obtidos com este exame permitirão o acompanhamento da evolução do seu tratamento, indicando possíveis alterações para alcançar seu objetivo.

AGENDE UMA CONSULTA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Envie uma mensagem aqui e te responderemos o mais breve possível.
Powered by