Bioimpedância: o que é e para que serve?
13 de setembro de 2019
Conheça a relação entre o anticoncepcional e o ganho de massa magra
2 de outubro de 2019
Exibir tudo

Como funciona o tratamento para ganho de massa muscular?

Chamamos de hipertrofia o aumento do tamanho dos músculos. Para ganhar massa muscular, o ideal é combinar treino, alimentação adequada e períodos regulares de descanso. Portanto, não adianta apenas reduzir o percentual de gordura, é preciso ganhar e definir a massa magra.

Estes passos garantem a eliminação da gordura corporal e o aumento da resistência e da disposição tanto física quanto mental. Além disso, também possibilita a melhora da circulação sanguínea e protege articulações. Alguns casos podem requerer, de acordo com a análise e a orientação médica, o uso controlado de hormônios.

AGENDE UMA CONSULTA

O que esperar do tratamento para ganho de massa muscular?

Um fato é que homens têm mais facilidade para ganhar músculos do que mulheres. Esta capacidade também é influenciada pela herança genética, pela regularidade da prática de exercícios físicos, pelo tempo de treino e pela alimentação. Esta última deve ser planejada de acordo com as necessidades de cada paciente, visando o consumo das quantidades ideais de proteínas, fibras e carboidratos. 

 

Quais alimentos garantem o aumento da massa muscular?

De modo geral, a dieta deve ser constituída por proteínas, carboidratos e lipídios. As proteínas costumam fazer parte de todas as refeições, uma vez que são fonte de aminoácidos, essenciais para o desenvolvimento muscular. 

Os carboidratos fornecem a energia para o funcionamento do organismo, permitindo que o corpo desempenhe suas funções corretamente. O glicogênio muscular é obtido através dele, sendo mantido durante a atividade física e no pós-treino. Quando o consumo de carboidrato é menor que o necessário, o corpo consome proteína para gerar energia, prejudicando o ganho de massa muscular.

É preciso, também, estar atendo ao índice glicêmico dos carboidratos. Os de baixo índice são absorvidos mais lentamente e não provocam picos de glicose no sangue. Os de alto índice glicêmico são rapidamente absorvidos, provocando um efeito contrário ao primeiro.

Os lipídios participam da produção de hormônios que estimulam o processo de crescimento muscular. As melhores fontes destas substâncias são vegetais e peixes.

 

Quais fatores prejudicam o desenvolvimento muscular?

Muitos aspectos interferem no desenvolvimento muscular. Deslizes alimentares, praticar exercícios físicos de modo irregular e alterações hormonais ou metabólicas são algumas delas. É importante estar atento à realização dos exercícios buscando o auxílio de um profissional especializado.

 

Como posso garantir o crescimento muscular?

O primeiro passo é buscar a orientação de um profissional qualificado, como nutrólogos, nutricionistas e médicos ortomoleculares. A avaliação prévia e o acompanhamento médico após o início das atividades são a chave do sucesso nestes casos. A avaliação irá ajudar na prescrição de exercícios corretos, sua carga e frequência de treinamento. As consultas regulares garantem a eficácia dos treinos e que pequenos ajustes sejam realizados a fim de manter os resultados positivos.

Profissionais de educação física também são essenciais na busca do objetivo. Eles poderão indicar a montagem correta das séries bem como definir os períodos de descanso para ganho de massa muscular. O ideal é trocar a série de exercícios de tempos em tempos, pois a hipertrofia muscular é um processo adaptativo. Sendo assim, é preciso evitar a estagnação dos ganhos de massa muscular através de mudanças nos tipos de exercícios, na intensidade e na carga. 

AGENDE UMA CONSULTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Envie uma mensagem aqui e te responderemos o mais breve possível.
Powered by