Como funciona o tratamento para ganho de massa muscular?
2 de outubro de 2019
Exibir tudo

Conheça a relação entre o anticoncepcional e o ganho de massa magra

Em 1960, a pílula anticoncepcional entrou no mercado e despontou como o marco da autonomia feminina sobre o próprio corpo. Este medicamento representou uma verdadeira revolução sexual, e ainda cumpre este papel ao permitir que mulheres tenham mais liberdade. Apesar disso, a pílula ainda é cercada por polêmicas e opiniões controversas.

Os anticoncepcionais são um dos métodos contraceptivos mais populares entre as mulheres. Além de evitar que a mulher engravide, eles ajudam a diminuir os sintomas da tensão pré-menstrual e o tratamento da síndrome dos ovários policísticos. Algumas atletas o utilizam a fim de regular o ciclo menstrual, mantendo, assim, sua rotina de treinos. No entanto, seu uso pode influenciar o desempenho feminino nas academias, prejudicando, entre outras coisas, o ganho de músculos. 

AGENDE UMA CONSULTA

Como os anticoncepcionais influenciam o ganho de massa magra?

O medicamento poderia impedir o emagrecimento, a hipertrofia e a perda de gordura devido à redução da produção de hormônios anabólicos pelo organismo. Isso acontece uma vez que os hormônios contidos nos anticoncepcionais são exógenos, ou seja, sintéticos.

Chamamos de anabólicos hormônios como estrógeno, progesterona e testosterona. A produção natural destes compostos pode ser diminuída devido à atuação dos anticoncepcionais porque o organismo entende que não precisa produzi-los. Sendo assim, há redução da concentração dos hormônios sexuais. A redução da massa muscular está intimamente ligada à diminuição dos níveis de testosterona e demais hormônios relacionados ao metabolismo andrógeno.

 

O que mais pode ser causado pelo anticoncepcional hormonal?

As alterações hormonais promovidas por estes medicamentos podem provocar ganho de peso e perda de massa óssea. Também pode haver interferência nos níveis de cortisol, maior retenção de líquido e redução de energia e da sensação de bem-estar.

Algumas pacientes relatam falta de energia e perda de disposição ao longo do dia, além de piora na qualidade do sono. A diminuição de libido e o aumento de flacidez e de celulite são outras queixas recorrentes. No entanto, estes fatores também podem estar ligados à rotina e ao estresse.

 

Como posso resolver este problema?

Se você toma pílulas anticoncepcionais e tem receio de que elas prejudiquem seu desempenho, é primordial buscar aconselhamento médico. O especialista irá analisar seu caso cuidadosamente a fim de propor uma solução viável e saudável. Em muitos casos, basta alterar o anticoncepcional para reduzir o impacto causado pelo medicamento. Em outros, pode ser necessário optar por outro método contraceptivo.

Cada organismo reage de modo diferente ao anticoncepcional, que causa um efeito individual. Sendo assim, é impreciso definir como cada mulher responde a determinado medicamente. É necessário considerar fatores como idade, alimentação, composição corporal, estilo de vida e nível de estresse.

Há, ainda, meios para aumentar a produção hormonal de forma natural: através de dietas ricas em determinados nutrientes. De modo geral, uma dieta rica em gordura pode estimular a produção de testosterona. Os níveis de outros hormônios podem ser melhorados com o consumo de fitoterápicos. A solução irá depender da forma como seu organismo responde aos medicamentos e do seu objetivo na academia.

AGENDE UMA CONSULTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Envie uma mensagem aqui e te responderemos o mais breve possível.
Powered by