Saiba mais sobre a bulimia e como tratá-la
22 de maio de 2019
Saiba mais sobre a dieta vegetariana
10 de julho de 2019
Exibir tudo

Emagrecimento na terceira idade

Emagrecer é um desejo comum a homens e mulheres de todas as idades, uma vez que a obesidade não é apenas uma questão estética. Quando jovens, nosso metabolismo é acelerado e conseguimos emagrecer com maior facilidade. Com o passar do tempo, o corpo humano passa a trocar massa muscular por tecido adiposo, ou seja, gordura. O excesso de peso piora as dores nas articulações e aumenta as chances de desenvolver diabetes, pressão alta e doenças cardiovasculares. Para combatê-lo, é necessário aliar a prática de exercícios físicos a uma alimentação balanceada.

AGENDE UMA CONSULTA

Como emagrecer com saúde na terceira idade?

É preciso ter em mente que a idade altera diversos aspectos fisiológicos do organismo, influenciando no tempo de resposta aos estímulos físicos. A queda na produção de hormônios e a sarcopenia, por exemplo, fazem com que os resultados demorem a aparecer em comparação a pessoas mais jovens. Por esses fatores, a prática de exercícios deve ser acompanhada por um profissional especializado, de maneira a evitar lesões e traumas. As atividades devem respeitar possíveis limitações articulares e podem incluir musculação, pilates e caminhadas. Além de aliviar as dores, esses movimentos estimulam a formação de massa muscular e previnem a osteoporose. Ao desenvolver a concentração e a atenção, devolvem a autoestima e melhoram a interação social.

Quanto à alimentação, é importante descobrir o que nos leva a comer em excesso ou consumir alimentos com baixo valor nutritivo. Fatores como ansiedade, raiva, estresse, mau humor e falta de estímulo podem contribuir para o aumento de peso. A modulação hormonal pode ser necessária para recapacitar o organismo a realizar funções orgânicas perdidas com o passar dos anos.

O que é o protocolo Be Slim?

O protocolo Be Slim combina nutrição, acompanhamento profissional, tratamento corporal e mudança comportamental, podendo ser aplicado a todas as idades. A reeducação alimentar deve se adequar às necessidades nutricionais e ao estilo de vida do paciente. O acesso ao nutricionista é facilitado para retirada de dúvidas e acompanhamento do processo de emagrecimento. O paciente pode realizar tratamentos corporais que auxiliem no emagrecimento, como drenagem linfática para eliminar celulite e gordura localizada. No entanto, estes aspectos dependem de uma mudança comportamental, como cozinhar alimentos saudáveis e atrativos e fazer do exercício físico um passatempo prazeroso.

 

O que muda no organismo durante e após o emagrecimento?

Perder peso aumenta o metabolismo e a queima de gordura, diminui os riscos de sofrer acidentes vasculares cerebrais, infartos e insuficiência cardíaca. Além disso, reduz os níveis de gordura no sangue e no fígado e previne doenças pulmonares. A maior mobilidade corporal, por sua vez, alivia dores decorrentes de artrose e reumatismo.

Para que o emagrecimento ocorra de maneira saudável, ele deve respeitar os limites individuais do paciente e considerar seu histórico médico. Antes de iniciar qualquer atividade física, busque aconselhamento médico. Através da análise de exames, o profissional irá indicar o melhor tratamento e exercícios mais adequados ao seu caso. Caso já esteja realizando exercícios, procure acompanhamento de um profissional de saúde para avaliação dos resultados e possíveis alterações nas atividades.

 

AGENDE UMA CONSULTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Envie uma mensagem aqui e te responderemos o mais breve possível.
Powered by