Conheça os perigos da desidratação durante os exercícios
4 de maio de 2020
Exibir tudo

Saiba como a Nutrologia pode contribuir com a Nutrição

A Nutrologia e a Nutrição são aliadas na manutenção da saúde. O nutrólogo é o médico especializado em Nutrologia, enquanto o nutricionista é o profissional graduado em Nutrição. Por isso, é importante vê-los como parceiros e não como rivais, já que a união destes é o cenário ideal para o paciente.

No texto abaixo você irá saber como a Nutrição pode contribuir com a Nutrologia. Também será demonstrado como a união desses profissionais colabora para o seu bem-estar e qualidade de vida.

AGENDE UMA CONSULTA

O que é a Nutrologia e quais suas aplicações?

A Nutrologia é uma especialidade em expansão. O profissional da área lida com doenças relacionadas à ingestão e à falta de nutrientes, podendo diagnosticar e tratar de obesidade a desequilíbrios metabólicos. Por recomendação da Associação Brasileira de Nutrologia, o médico deve trabalhar em conjunto com especialistas como endocrinologistas, clínicos, cardiologistas e nutricionistas.

 

O que é a Nutrição e quais suas aplicações?

Nutrição é a especialidade que estuda as propriedades dos alimentos a fim de promover a saúde a partir da alimentação. Os profissionais da área, como não são médicos, não podem diagnosticar doenças tampouco oferecem tratamentos medicamentosos. Por outro lado, o nutricionista é o mais indicado para prescrever dietas específicas e rotinas alimentares em acordo com o diagnóstico realizado pelo nutrólogo.

 

Como os dois profissionais trabalham juntos?

Vamos tomar a deficiência de nutrientes como exemplo. Para definir o tratamento, o nutrólogo precisa avaliar a capacidade de absorção do organismo do paciente. Além disso, também é preciso analisar hábitos alimentares deste. Sendo assim, a primeira proposta de tratamento pode ser relacionada às rotinas nutricionais.

Tomando a obesidade como exemplo, o médico deveria ser o primeiro profissional procurado a fim de analisar a questão clínica. O nutrólogo poderá identificar as atividades metabólicas que provocam a obesidade em determinado organismo. O tratamento será definido de acordo com estas causas, como hipotireoidismo, estilo de vida ou diabetes, entre outras. Isto também é definitivo para encaminhar o paciente para um nutricionista, profissional que poderá definir um plano alimentar adequado à realidade do paciente. Para isso, deverão ser considerados hábitos e preferências individuais.

O resultado deste entrosamento é a troca de conhecimentos devido ao cruzamento de visões. Assim, os profissionais trocam experiências e saberes sobre a questão alimentar. Além da valorização de cada área, o benefício também recai sobre o paciente, que só tem a ganhar com esta parceria.

 

Quais as principais diferenças entre o trabalho do nutricionista e o do nutrólogo?

Faz parte da área da Nutrição aprofundar-se sobre questões técnicas de dietética, bromatologia, estudos experimentais e antropologia dos alimentos. Por isso, ao montar uma dieta, o nutricionista a adapta à realidade do paciente, respeitando sua rotina e conhecendo as condições às quais está inserido. Assim, o paciente poderá manter o cardápio sugerido, evitando deslizes.

O médico, por sua vez, oferece uma orientação nutricional aliada ao tratamento medicamentoso e nutrológico. Sendo assim, essas informações são pertinentes à manipulação de nutrientes e compostos farmacológicos.

AGENDE UMA CONSULTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Envie uma mensagem aqui e te responderemos o mais breve possível.
Powered by