Creatina: tudo o que você precisa saber
23 de julho de 2019
Hidratação: saiba por que é importante manter seu organismo hidratado
23 de julho de 2019
Exibir tudo

Suplementação de proteína: entenda melhor como funciona

Muitas pessoas, homens ou mulheres, sonham com um corpo musculoso e definido, o que pode não ser fácil. Para alcançar este objetivo, é indicado manter uma dieta alimentar ideal, praticar atividades físicas regularmente e respeitar momentos de descanso. A suplementação de proteína é uma aliada a estas medidas, sendo indicada para hipertrofia, ou ganho de massa muscular. 

AGENDE UMA CONSULTA

O que são as proteínas?

As proteínas são a fonte de aglomerados fundamentais para que seu organismo possa construir e manter o tecido muscular. Elas também permitem a restauração após possíveis lesões causadas por um treinamento mais pesado. 

 

A suplementação é a única maneira de ingerir proteína?

Não. É possível desenvolver os músculos somente através dos nutrientes advindos de uma alimentação balanceada. O suplemento é uma forma de garantir a absorção necessária, suprindo as necessidades do organismo. No entanto, a praticidade dos suplementos facilita a assimilação das proteínas, mas não deve substituir a alimentação.

 

Qual é a suplementação de proteína indicada?

Atualmente contamos com alguns tipos de suplementos disponíveis, mas, para definir qual a ideal, é preciso analisar cada caso. Devem ser considerados quanto de proteína o paciente ingere através da alimentação, seu objetivo e a fase de treinamento na qual se encontra. O estilo de vida e a modalidade esportiva praticada também são importantes.

O whey é a proteína do soro do leite e possui a maior concentração de aminoácidos como glutamina e BCAA. Pode ser encontrado concentrado, isolado ou hidrolisado.

Os suplementos à base de caseína são compostos por aminoácidos essenciais e por proteína do soro do leite. Dentre seus aminoácidos estão a glutamina, que atua no desenvolvimento muscular, e a arginina, importante para a liberação do hormônio do crescimento (hGH).

A albumina é composta pela clara do ovo desidratada, ou seja, é uma fonte de proteína rica em aminoácidos essenciais. Entre eles estão os BCAAs, que aumentam a energia e auxiliam a reconstrução muscular. Também possui potássio, fósforo, vitaminas do complexo B e ferro, influenciando o metabolismo e ajudando a manter o peso. 

A proteína da soja é uma opção vegetariana que contém glutamina, isoflavona, arginina e BCAA. Sendo assim, ajuda na recuperação pós-treino, controla os níveis de colesterol e facilita a chegada de nutrientes aos músculos. Também possui antioxidantes que atuam na reconstrução muscular.

 

Qual é a medida certa?

A quantidade de suplementação de proteína a ser consumida é definida de acordo com o peso do paciente. Hábitos alimentares e a frequência da prática de atividades físicas também influenciam esta definição. A partir da quantidade estipulada, o suplemento de proteína deve ser consumido de forma fracionada ao longo do dia. 

De modo geral, pacientes obesos, diabéticos, hipertensos ou com histórico familiar de doenças renais possuem limitações quanto à suplementação de proteína.

Mas, atenção: o consumo dos suplementos de proteína deve ser supervisionado por um profissional qualificado. Cada organismo funciona de modo individual e responde de maneira distinta aos mesmos estímulos. Sendo assim, suplementos de proteína podem funcionar para alguns indivíduos e não surtir efeitos sobre outros. 

Quando em excesso, a ingestão de proteínas pode causar hiperfiltração dos rins, ou seja, os órgãos trabalham mais que o necessário. Outras complicações são cálculo renal, gota e doenças renais crônicas. Sendo assim, podem ocorrer colapso precoce e necessidade de realizar diálise ou transplante.

AGENDE UMA CONSULTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Envie uma mensagem aqui e te responderemos o mais breve possível.
Powered by